Categoria: Futsal

Futsal sofre retrocesso nos Açores

“Uma decisão difícil mas que advêm de várias circunstâncias que tem incidência sobre o futsal, a criação da Serie Açores na II Divisão de Futsal e a não atribuição do subsídio da palavra Açores torna-se muito difícil ter uma equipa a competir, até porque o futsal não tem outras receitas, e também não faz sentido brincar ao futsal”.

As declarações são de Gilberto Branquinho, o Presidente do Clube Operário Desportivo, em declarações ao site do clube. “Somos uma instituição que chegou a  uma I Divisão e temos ou tínhamos a nível nacional uma imagem de uma equipa competitiva, e a divisão a nível Açores e o retirar os subsídios não vai ser um caminho muito promissor”.

Diz Gilberto Branquinho que “brincar ao futsal é bonito, a criação de uma Série Açores é bom para o mercado açoriano, um intercâmbio desportivo muito bom, mas na parte competitiva é um retrocesso terrível para a modalidade”.

O Presidente do Operário considera que “uma divisão a nível local em termos de competetividade será muito mais difícil aos jogadores terem uma competição de um patamar superior como o Operário chegou”.

Gilberto Branquinho admitiu que decidiu acabar igualmente com a formação na modalidade, até porque faz sentido acabar com os seniores e não acabar com a formação. “Foi a decisão correta porque infelizmente os tempos não são de gastar dinheiro”.

“O futuro dirá se o futsal terá ou não um retrocesso com estas decisões”, referiu.

Diz ainda Gilberto Branquinho que, nas atuais condições, a modalidade não deverá voltar ao ativo nos próximos anos”.

O Presidente do Operário mostra-se igualmente apreensivo face ao facto de o mesmo caminho possa ser tomado no futebol. “Se falhar o apoio do governo pelo palavra Açores, ai irá perder-se toda a competitividade que atualmente existe e a montra dos Açores ainda não está ao nível da montra nacional”, advertiu.

“Espero que os comandantes do desporto percebam que se isso acontecer no futebol será também um retrocesso bastante grande”, disse.

Share

Operário fecha modalidade do Futsal

A modalidade de futsal do Operário acaba de ser encerrada, conforme havia deixado no ar o presidente do clube da Lagoa recentemente.

A equipa do Clube Operário Desportivo enviou, esta sexta-feira, a notificação para a Associação de Futebol de Ponta Delgada com a decisão já tomada, ou seja, o encerramento da modalidade de futsal no clube da Lagoa.

Fonte do clube adiantou que a decisão foi muito difícil e já foi transmitida aos atletas.

Uma decisão que surge devido a dificuldades financeiras e a falta de apoio por parte das entidades governamentais.

Share

Futsal sénior do Operário pode acabar

O presidente do Clube Operário Desportivo é da opinião que a criação da Série Açores da segunda divisão nacional, em Futsal, vai penalizar a equipa da Lagoa.

Gilberto Branquinho, em declarações à RTP Açores, considera que a decisão não está tomada, mas o Operário poderá não inscrever a sua equipa na prova.

O presidente do Operário está contra o novo modelo que passa a ser tutelado pela Federação Portuguesa de Futebol e que irá retirar aos fabris cerca de 38 mil euros da secretaria regional do turismo pela utilização da palavra Açores.

Gilberto Branquinho diz que esta decisão das três associações de futebol dos Açores é uma fórmula impropria para a ascensão da modalidade.

Recorda o presidente do clube da Lagoa que quando a equipa militou na I Divisão, há quatro épocas,  foi-lhe retirado cerca de 65% ao apoio pela utilização da palavra Açores o que prejudicou a manutenção dos fabris no escalão máximo onde permaneceu duas épocas. As últimas épocas os fabris disputaram a II Divisão do nacional de futsal.

 

Share

Futsal: Operário empata a 4

A equipa de Futsal do Operário empatou, este sábado, a quatro bolas, na receção ao líder Fonsecas e Calçada. Com um ponto a separar as duas equipas, os fabris ansiavam pela vitória para quase resolver as contas para a manutenção.

A verdade é que os três pontos foram negados ao Operário por um erro da equipa de arbitragem, na partida da 3ª jornada a 2ª fase do Campeonato da II Divisão de Futsal, Série F, grupo da manutenção.

No encontro disputado no Pavilhão da Escola Secundária de Lagoa, o Operário foi mais equipa, mais agressivo e mais oportunidades teve para marcar.

Num jogo bem calculado, os fabris foram para o intervalo a vencer por 3-2, depois duma primeira parte em que, desde cedo, se verificou que a equipa da casa queria vencer.

No segundo tempo o Operário ainda dilatou a vantagem para 4-2 mas equipa adversária conseguiu reduzir para 4-3, altura em que os ânimos foram aquecendo.

A dois minutos do fim gerou-se a confusão no pavilhão da Secundária de Lagoa com a equipa de arbitragem a levar muito tempo a marcar a paragem no tempo de jogo, levando a criticas da equipa da casa e do público.

Na sequência deste episódio, em sinal desrespeito, alguns jogadores da equipa visitante entraram em diálogo para as bancadas o que gerou ainda mais confusão, levando a partida a estar parada cerca de três minutos.

Mas o pior ainda estava para vir já que, a 23 segundos do fim do encontro, e quando nada o fazia prever, os visitantes chegaram ao golo do empate, golo que surge na sequência duma falta clara sobre um jogador do Operário em plena área do Fonsecas e Calçada e que não foi assinalada pela equipa de arbitragem.

No final do encontro ficou o empate a quatro bolas com divisão de pontos entre o primeiro e segundo classificados.

A quatro jornadas do fim do campeonato o Operário mantém a segunda posição, agora com 21 pontos, a um do líder Fonsecas e Calçada.

Share

Operário vence derbie micaelense

A equipa de futsal do Operário venceu o derbie micaelense, jogo da segunda jornada da Série F do grupo de manutenção da II Divisão de futsal.

Os fabris, jogando em casa do adversário, derrotaram o Rabo de Peixe por 6-8, com golos de Bruninho (4), Teixeira (4) e Nuno Oliveira (1).

O Operário é agora o segundo classificado do grupo com 20 pontos.

 

Share

Futsal: Derbie micaelense este sábado

A equipa do Operário disputa, este sábado (dia 04), a 2ª jornada da Segunda Fase do Grupo da Manutenção, do Campeonato da II Divisão de Futsal.

Em jogo da Série F, os fabris deslocam-se ao terreno do Rabo de Peixe, em mais um derbie micaelense.

Quatro pontos separam as duas equipas sendo que o Operário ocupa a segunda posição da tabela classificativa, com 17 pontos, enquanto o Rabo de Peixe é 5º com 13.

O encontro está agendado para as 18h00 deste sábado, dia 04 de abril, no pavilhão da EBI de Rabo de Peixe.

Share